25 de ago de 2014

Resenha: O Bisturi de Ouro

Título: O Bisturi de Ouro
Autor: Chaiene Santos
Nº de Páginas: 208
Editora: Novo Século

Chaiene nos apresenta a família, amigos e tudo que acontece em volta de Eduardo. O jovem desde pequeno teve que um grande laço afetivo com sua família, onde seu pai é um operário de uma fabrica e sua mãe é uma dona de casa que faz bico de costureira. O garoto sempre teve o sonho de ser médico, porém, sempre foi desacreditado por seu pai, pois a renda da família era gasta com as despesas da casa, porém, sua mãe sempre o incentivou nesse sonho. 
Ao longo da estória, diversos acontecimentos aparecem e transformam a vida do garoto, tais como o assassinato de sua mãe, onde o garoto passa por mais dificuldades ainda. 
A estória conta a trajetória de Edu até seu triunfo. Achei Eduardo um grande personagem, onde o mesmo nos mostra que não devemos desacreditar de nossos sonhos e sempre devemos correr atrás daquilo que queremos.
Além de seu trabalho, conhecemos a vida amorosa do jovem Eduardo, onde a mesma também passa por vários altos e baixos, desde a ida de sua primeira namorada para São Paulo, como os problemas amorosos com as outras namoradas que o jovem arranja.
Além disso, acontece outras coisas que só você lendo para descobrir.
O livro fala muito sobre sonho e força de vontade, de dedicação e de acreditar em si mesmo e sempre se esforçar o máximo e correr atrás daquilo que acredita, mesmo que haja altos e baixos, a determinação deve ser maior. A capa é maravilhosa e a diagramação muito bem feita. 

"Ser um vencedor é executar os sonhos, mesmo que haja riscos. É enfrentar os problemas, mesmo não tendo forças. É caminhar por lugares desconhecidos, mesmo sem bússola. É tomar as atitudes que ninguém tomou.”

"Os sonhos nos ajudam a chegar ao lugar mais alto de uma escada. Os degraus devem ser subidos um de cada vez, sem pula-los nem prejudicar outras pessoas. Como início de um projeto de vida, o sonho e a força de vontade nos ajudam s enfrentar obstáculos e seguir a diante!"

22 de ago de 2014

Resenha: Crônicas e Absinto

Título: Crônicas e Absinto
Autor(a): Camila Gatti
Nº de páginas: 138
Editora: Novo Século

A primeira coisa interessante desse livro, da qual acho importante informar, é a sua capa, ela é curta e direta. Por ela já podemos saber do que o resto da obra se trata, o que no meu ponto de vista não é ruim, pois acho bem legal quando o conjunto cobertura-recheio casam perfeitamente, porque não adianta muito uma história maravilhosa ser coberta por um manto nada a ver, e sim, temos que admitir que mais de 90% das vezes que vamos comprar um livro, a primeira coisa que nos atrai é a capa (e eu não vejo problema nenhum nisso).
Pois bem, vamos ao restante da obra. Crônicas e Absinto, Questionamentos de uma jovem pensadora, como o nome já diz são capítulos de pensamentos, questionamentos, opiniões, analises de experiências próprias, idéias e observações sobre diversos assuntos, tanto sociais como políticos, midiáticos, diários, etc. A cada capítulo encontramos uma situação nova a refletir, considerar e até aderir para nós nas nossas próprias situações. Eu, particularmente, me identifiquei com algumas visões sobre determinado assunto, porém, houve adversidades em relação a outros, por motivos que variaram entre a incompreensão em alguns momentos e o simples fato de não concordar com o escrito.
Contudo, para você que gosta de conhecer outras opiniões sobre assuntos polêmicos, medianos, do nosso dia-a-dia e até mesmo de pequenas observações sobre mínimos detalhes, porém, importantes, esse é um bom livro para se ler. Mas uma dica, acho que não é bom ler tudo de uma vez, esse é o tipo de livro que só se ler um capitulo por dia, porque ele te faz refletir, pensar, e é claro que ninguém reflete direito no tempo de uma virada de página.
                Camila Gatti, a você dou os meus parabéns pela a iniciativa e coragem de publicar um pouquinho de sua mente para nós, leitores. A linguagem e conversa que você propõem para a interação autor-leitor é bem interessante. Mas que tal desenvolver um pouco mais? Pense nisso! ;-D

21 de ago de 2014

Resenha: Jogo de Risco - Janaina Blanc

 Título: Jogo de Risco
Autora: Janaina Blanc
Nº de páginas: 336
Editora: Lio


Eu começo com uma pergunta diferente da Janaina...
 Até onde o seu amor fraternal pode te levar?
 
       Após a revelação da sua mãe adotiva e muitas indecisões, Liz decide conhecer o seu pai legítimo...
       O que ela não esperava é a reação nada agradável do poderoso empresário, um homem que construiu seu império à base de traição e mortes e tenta tomar posse total da Melçúcar, empresa construída com afinco pelo sogro.
      Os acontecimentos deste encontro arrastam Amanda para uma aventura emocionante em um lugar que ela jamais imaginou estar. Vingar a morte da irmã será um jogo arriscado, ela precisa decidir se confia ou não nas pessoas e ainda assim poderá  ter surpresas.
     Seu pensamento é infiltrar-se na empresa e conseguir as informações correta para destruir Enrico Barsani, aquele que levou para sempre a sua irmãzinha. O ela não imaginou é que fosse trazer de volta à Melçúcar o filho mais novo e rejeitado do dono da refinaria, Rafael Portari e com ele muitas incertezas sobre seguir ou não com seu plano.
     Há um ditado popular que diz que quando você salva a vida de alguém, esta vida te pertence! Este define muito bem a relação de Amanda e Rafael em meio a tantos perigos. 
       No fim acontecem coisas desejadas  pelo leitor e ao mesmo tempo surpreendentes...
      Devo confessar que comecei a ler e disse: Sim e ela realmente precisa ir atrás desse pai para quê?! Se ele não a quer por que ela não volta para sua família?!
       Mas é só virar a pagina para quê as coisas comecem a ficar intensas e intrigantes; Jogo de Risco é uma leitura simples, envolvente e que retrata em partes a realidade das relações entre pais e filhos, cônjuges, amizades inesperadas e até onde é possível agir em nome da ambição, do amor ou por vingança!




Ps: esse livro chegou a mim por Book Tuor e eu agradeço à autora pela confiança e atenção. 
:*

Série _ Brasilidade: Sérgio Pereira Couto


É estranho e um pouco receoso fazer entrevista a um jornalista, você fica se perguntando se formulou as perguntas de maneira correta, ou abordou os temas principais... 
Mas lá vamos nós!! O badalado do dia é o autor Sérgio Pereira Couto ...

1-Sabemos que o jornalista precisa escrever suas matérias. Você acredita que foi isso que te influenciou a ser autor? 
Na verdade foi o contrário. Eu desde pequeno sempre comecei escrevendo histórias e contos, mas depois vi que não queria ficar apenas na ficção. Também gostava de pesquisar e descobrir detalhes sobre as coisas que não eram muito divulgados. Aí me veio a ideia de começar a fazer relatórios sobre as coisas que descobria nas minhas leituras e consultas a acervos de jornais e revistas. Foi quando descobri que precisava da metodologia para transformar aquilo em algo aproveitável e veio a ideia de me tornar jornalista. 

2-Por que a escolha por temas como a maçonaria, o simbolismo, sociedades secretas ou nações que possuem histórias marcantes? 
Pelo fato de que percebi que são temas cativantes e que nunca (ou quase nunca) possuem uma obra do tipo “introdução a”. Recentemente tive acesso à coleção For Dummies (que aqui saiu com o nome de Para Iniciantes) e era uma ótima ideia pegar aquela abordagem e aplica-la a temas como os que eu pesquisava. Fizemos algumas incursões editoriais com sucesso e, ao ver que o público gostava de livros assim (simples e que explicassem em poucas páginas o que a maioria leva volumes e mais volumes), foi decidido continuar nessa linha. 

3-A escolha pelo estilo musical “Rock” vem por seu gostar ou pela influencia deste à sociedade? 
http://spereirac2.wix.com/cantodooraculoPelos dois. Sou roqueiro há anos e defendo o rock como mais do que um movimento musical. Para mim é uma ideologia muito complexa que a maioria das pessoas não consegue captar porque não há aqueles que a explicam. Fora isso é o movimento musical que mais influenciou o mundo e a história moderna em todos os sentidos, do comportamento à filosofia, da cultura ao modo de vida. 

4- Todo autor tem carinho por suas obras, qual livro foi mais marcante para você? E o seu ponto de vista sobre ele? 
Sem dúvida foi O Rock Errou?, que lancei no ano passado, sobre as lendas urbanas do rock. Sempre fui fascinado em saber (ou tentar entender) como elas começaram e o que levou as pessoas a criarem tantos “causos”. Tenho material aqui comigo para lançar pelo menos mais uns nove volumes sobre o assunto, mas aguardo uma posição da editora sobre o assunto. E, com certeza, com o passar do tempo, a coisa só tende a aumentar, pois novos “causos” vão surgindo. 

5-Como surgiu o Grupo Polígrafos (devo dizer que o tema me atraiu) 
O grupo foi uma tentativa de iniciar um circulo interessado em estudar e analisar a literatura policial, um gênero ainda pouco difundido por aqui. Infelizmente não deu certo por absoluta falta de interesse das pessoas, que não compareciam nem nos cursos administrados nas bibliotecas públicas, como os que foram dados na biblioteca Paulo Setúbal, na zona leste de São Paulo. Hoje a ideia do grupo evoluiu e assumiu a forma do Clube de Leitura Policial, que acontece todo mês na Livraria Saraiva do shopping Páteo Paulista. 

6-O que você acreditar fazer de melhor: escrever livros, artigos ou ministrar palestras e cursos? 
Procuro sempre dar o melhor de mim em tudo que eu faço. Não gosto muito de analisar isso pelo meu ponto de vista porque parece que você prioriza uma atividade sobre a outra. Sou um profissional de escrita e informação, por isso me aplico a tudo que diz respeito a essa dicotomia. 

7-Com o foi sua infância relacionada aos livros?
Muito boa. Tive acesso a muitas bibliotecas públicas e havia antes muito incentivo à leitura, bem mais do que nos dias de hoje, onde as pessoas passam mais tempo conectados e ligados a seus smartphones do que com um livro embaixo do braço. Houve épocas em que lia a obra inteira de Monteiro Lobato em apenas dois meses. E ainda era mais fácil encontrar pessoas que tinham os mesmos interesses do que hoje em dia. 

8-Há algum tema que ainda não abordou, mas gostaria muito de escrever sobre ele? 
Vários. Muitos ainda estão em fase de pesquisa, mas posso garantir que alguns como sociedades secretas e história do rock não vão parar de render enquanto houver atividades em andamento. 

9- Sua opinião sobre “Brasileiro x Leitura”.
A pior possível. Infelizmente estamos num país onde as pessoas tem preguiça de ler legendas em filmes, então o que vai dizer de um livro. E pior ainda: apesar disso, ainda temos que lidar com o preconceito do público, que só se interessa por livros de moda (vampiros, lobisomens, eróticos) e esquece que existem outros gêneros. Isso sem falar que o escritor nacional é considerado o lixo dos lixos e muita gente torce o nariz só de saber que tal livro, por melhor e mais bonito que seja, é nacional, “então não presta”. 


Rapidinhas 
Música: Break on Through – The Doors (Jim Morrison é meu ídolo máximo) 
Momento: A publicação do meu primeiro livro, em 2004. 
País: Inglaterra, berço das maiores bandas de rock do mundo. 
Palavra: Angst – o momento em que todo escritor passa ao se dedicar a um projeto. 
Família é: um mal necessário.

20 de ago de 2014

Resenha: Da boca pra dentro - Yohana Sanfer

Título: Da boca pra dentro
Autora: Yohana Sanfer
Nº de Páginas: 159
Editora: Vermelho Marinho

Da boca pra dentro é um livro composto por diversas crônicas que falam de diversos assuntos, tais como amor, saudade, amizade, família, etc. A autora escreve de maneira clara e apaixonante que faz o leitor se encantar por cada linha escrita.
As crônicas são curtas e bem elaboradas, onde a autora consegue tocar o leitor, fazendo-o se emocionar com suas belas palavras. 
É um livro de leitura fácil, que te envolve de um jeito único e quando acaba lhe deixa com um gostinho de quero mais. Esse livro da Yohana, é daqueles tipos de livro que tem que ficar na cabeceira da cama para sempre dar uma relida nas crônicas ali escritas.
A capa é muito bonita e a diagramação está ótima, deixando o livro ainda mais maravilhoso e gostoso de ler.
Bom, é difícil falar sobre um livro de crônicas. Eu nunca sei muito bem o que falar quando resenho um, mas tenho que dizer que o livro é muito bom.

E eu quero mais é que o tempo se arraste, que o sol se renda ao espetáculo mais bonito e o céu se encha de cores místicas. - Deixa o verão pra mais tarde



19 de ago de 2014

Aproveite: APIMENTANDO


Atenção leitores :) A Janaina Rico ta com uma super promoção para vocês. Comprem o livro antecipadamente por R$ 10,00 e retire diretamente com a autora na Bienal :) APROVEITE !

18 de ago de 2014

Parceria: Leandro Luzone - O Mistério do Círculo

BIOGRAFIA
Leandro Luzone (Leandro Souza Luzone Lima) é advogado, pós-graduado em direito civil, com formação na Fundação Getúlio Vargas (FGV). É mestrando em direito (Master of Laws - Legum Magister) pela Universidade de Londres
(Univesity College London e Queen Mary School of Law).
Além de advogado, Leandro Luzone é escritor, autor de romances, ensaios e artigos. Também atua como palestrante sobre temas jurídicos, filosóficos e literários. É membro da Academia de Letras da Mantiqueira, instituição cultural vinculada à FALASP (Federação das Academias de Letras e Artes do Estado de São Paulo).









Redes Sociais
Site | Facebook | Skoob | Twitter



SINOPSE
Em Londres, no século XXI, um padre e uma sacerdotisa de uma antiga ordem mística, conhecida como Círculo, envolvem-se em um inusitado caso de amor e tentam ajudar a Scotland Yard a descobrir a identidade do assassino, chamado pela imprensa britânica de O Inquisidor de Londres. Todas as suspeitas apontam a participação da Congregação para a Doutrina da Fé – um órgão da Igreja que substituiu a Inquisição – nos assassinatos das sacerdotisas com instrumentos de tortura e execução.










Redes Sociais
Skoob



ATENÇÃO: Se gostaram do livro, tenho uma super notícia para vocês. O autor está fazendo uma promoção para vocês seguidores do blog :) Cada exemplar autografado está sendo vendido pelo preço de R$ 14,90 + R$ 10,00 de frete = Total R$ 24,90. Quem se interessar, enviar e-mail para assessoria@leadroluzone.com.br, com nome completo e endereço, e diga que é seguidor do blog, que lhe vão informar a conta para depósito.
APROVEITEM!

17 de ago de 2014

TAG: Perfil Literário


Olá leitores :)
Estava visitando o blog Garota Antenada da minha amiga Paullyanne e vi essa TAG e resolvi responder. Então vamos lá? 

Qual seu estilo de livro favorito?
Não tenho estilo certo de leitura, leio de tudo um pouco.

Qual sua saga/ trilogia preferida?
Harry Potter <3

Qual livro você mais demorou para ler?
A Hospedeira, cerca de 3 meses.

Qual livro você está lendo?
Terminei Da Boca pra Dentro e vou começar Bisturi de Ouro.

Quantos livros você tem na sua estante do skoob?
120

Qual o livro mais antigo da sua estante?
Diários de um vampiro - O Despertar

Qual o próximo livro que você pretende comprar?
A Comissão Chapeleira

Um livro que fez você mudar o sentido de ver o mundo.
Nenhum até agora.

Qual livro que se você pudesse proibiria a leitura dele?
Nenhum também.

Qual livro você levaria para uma ilha deserta?
As crônicas de Nárnia 

E ai? Espero que tenham gostado de me conhecer mais um pouco. 

16 de ago de 2014

Parceria: Danilo Barbosa - Arma de Vingança

Hey leitores :)
Venho anunciar mais um autor parceiro do blog. Vamos conhece-lo?

BIOGRAFIA
Escritor independente, leitor inveterado e autêntico cheirador de livros. Desde cedo apaixonado por literatura, via em cada aventura lida um recanto conhecido. Começou com contos, crônicas e poesias. Algumas premiadas como “Reino Solidão”. Seu primeiro romance publicado foi Arma de Vingança. Logo depois vieram as novelas A voz e Um toque de solidão. Participou também da antologia Contos de Carnaval: deixando o abadá de lado da Editora Novo Conceito.














Redes Sociais


SINOPSE


"Como uma deusa cruel e vingativa, destruirei todos que estiverem em meu caminho…"


O que você seria capaz de fazer por vingança? Suportaria uma vida cercada de mentiras, traições, dores, crime e morte? Ana sobreviveu. Pagou o seu preço com marcas que o tempo nunca será capaz de apagar. Deixou para trás toda a inocência de criança para dar lugar a uma mulher fria e calculista, disposta a ser a perfeita arma de execução contra aqueles que tentaram destruí-la. Para conseguir os seus objetivos, não terá limites: irá mentir, enganar, seduzir e trair… Sem remorsos ou pena daquele que um dia julgou amar. Prepare-se para ouvir a história de Ana. Caminhe na tênue linha entre a paixão e a obsessão e veja como até os príncipes encantados tem o seu lado sombrio. Afinal, esta não é uma história de amor.

Livro com prefácio de Vanessa Bosso, autora de best-sellers como A aposta e O homem perfeito.

Confira um trecho do livro AQUI

Gostou? Ficou com vontade de ler mais? 
Então compre aqui:

12 de ago de 2014

Resenha: A Ilha de Kansnubra - Andrews Ulisses

Título: A Ilha de Kansnubra e o portal perdido
Autor: Andrews Ulisses
Nº de páginas: 280
Editora: Novo Século

Garley é um garoto comum de dezesseis anos. Tímido e não muito inteligente, é vitima de constante bullying praticado pelos “valentões” da escola. Ele é de uma família humilde, com problemas financeiros, mas pelo que se pode perceber estão sempre unidos e cuidando uns dos outros. Em um dia normal, voltando do colégio para casa, Garley encontra um medalhão e levar consigo na animação de conseguir algum dinheiro com o objeto, porém, ao anoitecer, um episódio estranho acontece e Garley é transportado para o Triangulo das Bermudas, para ser exata, a Ilha de Kansnubra.
Na ilha ele conhece uma família acolhedora que o abriga e o apóia na busca de volta para casa, todavia, há mais coisas nessa missão que Garley poderia imaginar, mistérios e problemas que ele precisa resolver. E é disso que as páginas desse livro são preenchidas, a jornada de Garley e seus novos amigos nos apresentará a dragões, magos, bruxas, guerreiros e animais fantásticos, além de mistério,  ação e muitos perigos.
É uma leitura bacana e atraente de um ponto de vista, confesso que no começo não me senti muito curiosa para dar continuidade à leitura, mas como me comprometi em finalizar o livro, continuei e fico contente em dizer que não me arrependi. Os personagens são bem trabalhados e até apaixonantes, como Alix, a melhor amiga de Garley que sempre sabe de tudo porque adora ler ou até mesmo Jorge, que me fez rir com seus episódios.
Aos poucos o autor foi me cativando com o rumo que as coisas foram tomando nesse universo interessante que ele criou. Meus parabéns a Andrews Ulisses, pois foi um bom inicio de carreira, na minha humilde opinião de leitora.
Ah! E espero continuação, Ulisses, porque pelos últimos capítulos, fiquei bem esperançosa.

11 de ago de 2014

Divulgação: Grupo União de Autores

Olá leitores :)
Trago para vocês o skoob dos livros dos autores que fazem parte do Grupo União de Autores. Mas antes de começar, você sabe o que é o Skoob?



O skoob foi construído ao som de "Good People", Jack Johnson, e pretende ser a resposta à pergunta feita na música: "Where'd all the good people go?", "Para onde todas as pessoas boas foram?". Aqui é o lugar para onde as pessoas boas foram e onde elas se encontram. 
O skoob é o local onde você diz o que está lendo, o que já leu e o que ainda vai ler, seus amigos fazem o mesmo e assim, todos compartilham suas opiniões e críticas.
É também um lugar para fazer novos amigos, tem muita gente que gosta dos mesmos livros que você, nosso papel é ajudá-lo a encontrar essas pessoas e saber quais são suas dicas para a sua próxima leitura.



Agora vamos conhecer os skoobs dos livros dos autores da União 

Giselle Trindade - Morgana e Charles
http://www.skoob.com.br/livro/378764-morgana-e-charles

Nanci Penna - Sombras: Os Guardiões
http://www.skoob.com.br/livro/372762-sombras

Gisele Souza - Inspiração
http://www.skoob.com.br/livro/361013-inspiracao

Carla Montebeler - As Crônicas de Adulão
http://www.skoob.com.br/livro/326182-o-vale-de-elah

Márcia Pavanello Pires com o livro Abismo Sangrento
http://www.skoob.com.br/livro/363296-essencia

William Saints - Essência
http://www.skoob.com.br/livro/363296-essencia

Hudson Cleyton - Livro dos Sonhos
http://www.skoob.com.br/livro/392408-o_livro_dos_sonhos

Mariana Sgambato - Lembre-se de Morrer
http://www.skoob.com.br/livro/267098-lembre_se_de_morrer

Robson Gundim - Entre o Céu e o Mar
http://www.skoob.com.br/livro/321497-entre_o_ceu_e_o_mar

Fabricio Medeiros - O Sol da Meia-noite.
http://www.skoob.com.br/livro/304429-o_sol_da_meia_noite

L.L Alves - Mudanças
http://www.skoob.com.br/livro/374062-mudancas

Tony Ferr - Um Gesto de Amor
http://www.skoob.com.br/livro/369036-um_gesto_de_amor

Maribell Azevedo - Amor no Ninho
http://www.skoob.com.br/livro/189802-amor_no_ninho

Jéssica Anitelli - Volúpia
http://www.skoob.com.br/livro/292205-volupia

L.M Gomes - Amores de Lú
http://www.skoob.com.br/livro/367926-amores_de_lu

Dayana Araújo - A Garota do Ônibus
http://www.skoob.com.br/livro/352189-

Silvia Fernanda - A Inacreditável Arte de Ser um Capacho
http://www.skoob.com.br/livro/352911-a-inacreditavel-arte-de-ser-um-capacho

MS Déhlia com o Livro Gringos Online
http://www.skoob.com.br/livro/347496-gringos_online

Cristina de Azevedo - Nacqua
http://www.skoob.com.br/livro/367427-nacqua

Tatiana Amaral - Função CEO - A Descoberta do Prazer.
http://www.skoob.com.br/livro/362033-funcao_ceo_a_descoberta_do_prazer

10 de ago de 2014

Caixinha de Correio: Julho

Olá pessoal :)
Lá venho eu trazendo pra vocês mais uma caixinha de correio do blog. Trago para vocês o que chegou no mês de Julho para mim :) Vamos lá?

O primeiro livro que trago para você é o ENVIADA do autor parceiro do blog e meu amigo Sérgio Pereira. O autor mandou dois exemplares e vários marcadores autografados que já estão viajando nas castinhas do troca de cartas :) E o segundo exemplar do livro irá ser sorteado aqui no blog em breve. 


2363 - O futuro como você nunca imaginou é de autoria do Y. N. Daniel, autor parceiro de nosso blog. O autor mandou dois exemplares e um deles já foi sorteado na promoção de um ano do blog Confraria Cultural.

Clarices é de autoria da Luciana Bolina. A autora disponibilizou um exemplar para resenha no blog. Aguardem que em breve teremos a resenha :)

Livro Herói do autor parceiro Emerson Dantas e Pimenta.

Livro Amazônia - Arquivos das Almas do autor parceiro Paul Fabien. A capa me chamou bastante atenção por parecer com a a capa dos livros do George R. R. Martin. 

 Apimentando da autora parceira Janaína Rico.

Além dos livros, chegaram os marcadores que vieram nas cartas do PROJETO TROCA DE CARTAS e também chegaram as jackets da Novo Conceito. 


Ps: As fotos das jackets peguei na internet porque não achei as minhas (hsuahusas)

Por hoje é só pessoal. Espero que as caixinhas sejam sempre bem recheadas hahaha


8 de ago de 2014

Parceria: Janaína Rico - Apimentando

Olá pessoal :)
Conheçam mais uma parceria do blog :)
BIOGRAFIA
Janaina Rico nasceu no dia 22 de maio de 1979. Regida pelo signo de gêmeos, carrega praticamente todas as caracterísiticas maluquinhas que o zodíaco lhe ofereceu.
Formada em Direito e passou em concurso público, mas as letras falaram mais forte e trocou os códigos pelos romances. Hoje é escritora em tempo integral.
Alegre, comunicativa e teimosa. Acha que são as características que mais lhe marcam.
O importante na vida é fazer piada!

SINOPSE - Apimentando
Luciana Teixeira é uma das sexólogas mais famosas do Brasil.
Com mais de um milhão de livros vendidos, ainda apresenta programas de televisão e dá palestras em todo o país.
Mulheres de todo o mundo buscam os seus conselhos para conseguir uma vida sexual mais intensa. O que elas não sabem é que, embora seu casamento aparente ser um verdadeiro comercial de margarina, Luciana nunca teve um orgasmo com o seu marido.
Tudo muda na vida da sexóloga ao contratar um novo personal trainer. O orgasmo tão desejado está mais perto do que ela poderia imaginar. Acontecimentos inesperados também mudarão seu destino.

4 de ago de 2014

5 meses de blog :D


E hoje o blog está completando 5 meses de idade :) Obrigado a todos que o seguem e o acompanham.

3 de ago de 2014

A melhor viagem que existe


Olá leitores :)
Estava no facebook e vi uma postagem na página Percy Jackson Depressão e gostei muito do texto que a Lana (CDC da page) criou e decidi compartilhar com vocês :) Leiam até o final que não irão se arrepender.

A chuva caía lá fora e a criança, uma menina com quase onze anos completos, encarava as gotas que caíam na janela da sala de sua casa com uma expressão triste. 
- É injusto não sairmos nestas férias. Todos os meus amigos estão fora da cidade, e eu aqui, neste fim de mundo. – Resmungava para si mesma e para quem quisesse ouvir. Nesse caso, quem não quisesse também ouvia, o que aconteceu com a mãe da menina.
- Você sabe o porquê de não irmos viajar esse ano. – A mãe disse suavemente enquanto baixava o livro que estava lendo e o posicionava em seu colo.
- Nós não precisamos viajar – A criança protestou – Só me tire desta casa! Me leve para qualquer lugar.
- Qualquer lugar? – Perguntou a mãe, erguendo a sobrancelha, duvidando das palavras da menina. – Qualquer lugar mesmo?
- Sim!
Parecia mais vívida quando em pé, o rosto passava tanto tempo oculto por livros, que até se esquecia do quanto a mãe poderia ser bonita. Ela saiu rápido pela porta da sala e fora para o seu quarto, onde a sua filha raramente entrava. Quando voltou, tinha em mãos uma caixa grande, toda rabiscada de símbolos por fora – raios, triângulos estranhos, pássaros, tridentes e leões. Ela deixou a caixa no chão cuidadosamente e acenou para que a filha se aproximasse; esta, curiosa, se aproximou no mesmo instante e abriu a caixa. A mãe tornou a se aproximar e antes que a filha pudesse fazer ou dizer qualquer coisa, ela tirou da caixa alguns livros, que separou em quatro pilhas.
A primeira pilha tinha sete livros, a segunda tinha cinco, a terceira tinha três e a última, apenas um livro.
- São livros! Apenas livros. – A criança disse em tom de desapontamento.
- Apenas livros? – A mãe desafiou.
- Sim! – A menina replicou, teimosa.
- Você me disse que queria sair de casa, não disse? 
- E o que esses livros têm a ver com isso? 
- Aos onze anos, eu recebi uma carta para entrar na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, lá eu conheci três crianças versadas em magia, todas tinham a minha idade. Seus nomes eram Harry Potter, Rony Weasley e Hermione Granger, eles se viram diante dos maiores perigos enquanto eu estive com eles, mas sempre se mantiveram unidos. E conheceram pessoas boas e ruins, perderam amigos, descobriram que o inimigo as vezes pode ser o melhor dos aliados.
Aos 12, eu conheci um jovem chamado Perseu Jackson, os amigos o chamavam de Percy. Ele tinha um amigo sátiro – meio humano, meio bode – que se chamava Grover, que levou Percy ao Acampamento Meio-Sangue, onde nós conhecemos Annabeth Chase, que era semideusa, assim como Percy. Filho do deus do mar, Poseidon, Percy tinha que lutar contra monstros dos piores tipos, para salvar os amigos e até quem não era muito amigo. Aos 16 anos, eu conheci uma garota, de mesma idade, chamada Katniss Everdeen, ela morava em um lugar horrível, e precisava caçar na floresta a comida que dividia com ela e sua irmã. Ela teve que ir duas vezes para uma arena onde tinha que matar outras pessoas, ao lado de alguém que amava e isso pode ter ou não, tornado tudo pior, ela foi o símbolo de uma revolução enorme, sem querer. Aos 17 anos, finalmente me contaram as histórias Nárnia, divulgada por um filho de Adão, criação de Aslan, para conhecer Nárnia desde o seu princípio, todas as suas guerras, quedas e triunfos, a derrota a feiticeira e pelas mãos dos reis e rainhas de Nárnia. – Completou a mãe.
- E como conheceu essas pessoas? – Perguntou a criança perplexa.
- Aqui você poderá conhecer Harry e Hogwarts, - a mãe passou as mãos sobre a pilha maior e prosseguiu para a pilha com cinco livros -, aqui você conhecerá Percy e o Acampamento Meio-Sangue, - suas mãos passaram para a pilha com três livros quando disse – Katniss está em PANEM e aqui está Aslan, em Nárnia – parou em um livro grosso e solitário. – Você pode escolher ir para estes lugares e fazer grandes amigos, ou ficar aí, olhando a chuva.
- Mas eles não estão velhos? – A criança perguntou, tocando a primeira pilha de livros.
- Nunca, pois são eternos.

Espero que tenham gostado tão quanto eu :) 
Abraços e até a próxima!
Próxima Página