25 de nov de 2015

Editora Planeta: Lançamentos de Novembro

Olá pessoal :)

Hoje venho mostrar para vocês os lançamentos de Novembro da Editora Planeta e falar também do novo blog da editora. 



BOX PADRE FÁBIO DE MELO

O título Mulheres cheias de graça traduz a sutil atmosfera de ambiguidade que permeia os contos deste livro. “Graça”, ensina o dicionário, relaciona-se a dádiva, favor, bênção, pureza, elegância e comicidade, entre outros significados – uma multiplicidade
de sentidos refletida no caleidoscópio de personagens montado pelo autor.
Jovens, maduras ou idosas, ingênuas ou reflexivas, românticas ou amargas, sensuais ou nostálgicas, as vozes narradas desfiam histórias que, de alguma forma, enveredam pelas diferentes definições da “graça”. Com notável talento, o autor impregna as
personagens femininas de eloquente legitimidade, criando um painel de situações que têm como pano de fundo a busca humana pela graça maior da transcendência.
Mulheres de aço e de flores representa a essência da mulher comum, a feminilidade no cotidiano, a inquietação e a sutileza que lhe são particulares. Pe. Fábio, por meio de histórias simples, consegue discutir questões elevadíssimas do ser humano e conflitos internos de uma forma que só alguém com grande sensibilidade poderia fazer.
O autor apresenta, por meio de suas personagens femininas, uma postura muito mais humana e compreensiva do que religiosa.
Independentemente da crença do leitor, o livro o toca e o aproxima dos anseios e angústias de mulheres que fazem parte da vida de todos nós, mulheres de aço e de flores.

A GUERRA DO MUNDO

“Prazerosamente provocativo...Ele expõe tudo de maneira muito clara.” THE ECONOMIST
“Um retrato profundo e, muitas vezes, provocativo do período...um historiador que consegue acabar com as considerações fáceis.” THE TIMES

“Uma pesquisa séria, detalhada e comovente sobre a maldade humana que é, ao mesmo tempo, fascinante e dramática.” THE NEW YORK TIMES

“Um relato envolvente e controlado com maestria, no qual o autor equilibra uma narrativa abrangente com histórias pontuais... Até mesmo quem já leu muito a respeito da história do século XX vai encontrar detalhes novos e surpreendentes.” BOSTON GLOBE

“Sem dúvida, este é o melhor trabalho de Ferguson.” NEW YORK REVIEW OF BOOKS

DEXTER ESTÁ MORTO

Neste oitavo e último livro da cultuada saga do justiceiro – que
inspirou a série de TV homônima –, a tensão e o suspense não dão descanso. Nem a morte.

Depois de sete livros, a saga do analista forense da Polícia de Miami, Dexter Morgan, chega ao fim. E a última história desse serial killer, que só mata os bandidos – nunca os mocinhos –, não começa nada bem. Ele está preso sob a acusação de duplo assassinato, incluindo o de sua mulher, Rita – crime que, por incrível que possa parecer, desta vez ele não cometeu –, e de pedofilia.
Para se livrar das grades e limpar sua ficha policial, ele terá a ajuda de Brian, seu irmão, que contrata um competente advogado para tirá-lo da cadeia.
No entanto, livre para investigar o que andam tramando contra ele, Dexter se mete em confusões mais complexas e que podem
custar-lhe a vida.
Terá Jeff Lindsay a coragem de matar seu mais promissor e querido personagem? Abra este livro e descubra.


OS JUDEUS QUE CONSTRUÍRAM O BRASIL

Um capítulo escondido do Brasil. Uma passagem mantida em sigilo. Um passado que envergonha a todos: a fatídica história da Inquisição portuguesa que transferiu para a colônia a perseguição aos judeus. Discriminação, racismo, mortes. Esta é a grande revelação que traz o livro Os judeus que construíram o Brasil – fontes inéditas para uma nova visão da história. Resultado de pesquisas realizadas em todo o mundo e, em especial, no até então secreto arquivo do Santo Ofício da Inquisição, esta obra mostra como os judeus e os cristãos novos foram perseguidos nos séculos XVI, XVII e XVIII.
A Inquisição contra os judeus foi autorizada pelo Papa e começou em 1478 na Espanha e em 1536 em Portugal. Mas só no final do século XVI, em 1591, os portugueses mandaram quadros para o Brasil a fim de vigiar e perseguir os judeus. Distante da Europa, o país foi o destino de muitos convertidos, os cristãos-novos. Neste livro, as historiadoras Anita Novinsky, Daniela Levy, Eneide Ribeiro e Lina Gorenstein contam como a Inquisição prendeu mais de mil pessoas, sendo que 29 morreram, além de provocar o desaparecimento de outras mil e de arruinar com famílias em todo o país.


PEQUENO TRATADO DA INTOLERÂNCIA

Você não perde uma chance de exaltar o passado, lamentando que não se fazem mais programas de TV nem comerciais como no seu tempo? Defende com vigor o conceito de “voto útil” nas eleições? Compra sempre as armações de óculos que estão na moda?
Acha uma gracinha decorar sua mesa do trabalho com um desenho que seu filho fez para a escola?
Se sua resposta para qualquer dessas perguntas aparentemente inofensivas for “sim”, você já esteve na mira de Charb. Essas pequenas paixões da vida cotidiana sempre trouxeram à tona os piores instintos do cartunista e jornalista francês, que neste volume distribui sem pudor, em crônicas afiadas e divertidas, suas próprias sentenças de morte.
Cartunista e jornalista, Stéphane Charbonnier foi diretor da Charlie Hebdo de 2009 até 2015, quando morreu, durante uma reunião de pauta, no atentado terrorista à revista satírica francesa.
“Eu prefiro morrer em pé a viver de joelhos”


HOLOCAUSTO NUNCA MAIS

“Pensar como espécie é a mais nobre e sofisticada de todas as funções da inteligência, mas uma das pouquíssimas desenvolvidas” AUGUSTO CURY

Nesta publicação, Augusto Cury oferece aos leitores a oportunidade de ler o seu mais importante romance histórico-psiquiátrico, o Holocausto nunca mais, de uma única vez. A nova versão reúne os dois livros que compõem a série – Colecionador de lágrimas e Em busca do sentido da vida –, num único volume.
Para esse trabalho, Cury redigiu novo prefácio, em que relembra a importância pessoal desse romance. “O fiz com lágrimas nos olhos. Sonho que ele funcione não apenas como um retrovisor da história, mas também como espelho para o futuro da nossa espécie. Escrevê-lo foi um dos maiores desafios da minha vida como psiquiatra, psicoterapeuta, pesquisador, escritor e investigador da história”, conta o autor.

O FATOR CHURCHILL

“Johnson escreveu um maravilhoso livro sobre um homem realmente excepcional. Seus defeitos eram muitos e veniais,
mas sua inteligência, grandeza e perseverança eram infinitas e capitais. Churchill foi, antes de tudo, um exemplar de honra à humanidade.” ANTÔNIO DELFIM NETTO

“Uma performance arrojada... Neste livro, Johnson não apenas celebrou Churchill: emulou-o com vivacidade incomparável.”
FINANCIAL TIMES

“Fascinante... Boris é um escritor esplêndido e acessível,
com um toque de leveza e bom humor.” INDEPENDENT

“Propicia em igual medida entretenimento e uma apreciação
crítica das realizações do grande homem.” DAILY TELEGRAPH

“Repleto de observações vibrantes.” THE WASHINGTON POST

“Genuinamente engenhoso... este livro crepita.” THE TIMES

MODA INTUITIVA

Já parou para pensar que ao acordar você se prepara para um desfile diário, voluntário ou não? Já parou para pensar que o seu guarda-roupa é a sua coleção? Que a moda pode ser uma forma de acentuar sua individualidade e não de uniformizar pessoas?
Que moda é, acima de tudo, beleza? Não? Pois Cris Guerra, a publicitária e criadora do primeiro diário virtual de moda, o Hoje eu vou assim, não só pensou como registrou tudo no livro Moda intuitiva.
Lançado, pela primeira vez, em 2013, o livro, nesta nova versão, revista e atualizada segundo as novas tendências da moda, chega ao leitor acrescido de novos conteúdos e de um capítulo inédito, o Moda e Trabalho, com orientações sobre como compor os
looks para usar no dia a dia corporativo. Além dos novos textos, o livro também conta com mais de 40 novas fotos, que ilustram ideias de composições adotadas pela autora.
Moda intuitiva sugere também reflexões para que o leitor descubra que estar na moda não significa seguir padrões pré-estabelecidos, mas encontrar, a partir das próprias referências um estilo próprio, cheio de personalidade.

SEU TREINADOR PESSOAL 

Conhecido por ser o responsável pelo físico de celebridades como Sabrina Sato e Adriane Galisteu, Marcio Lui ensina em O seu treinador pessoal diversas formas para abandonar, de uma vez por todas, o sedentarismo. No livro, ele apresenta os treinos e as técnicas utilizadas na rotina de seus alunos de maneira detalhada e simples, através de quadros, listas e imagens autoexplicativas.
Seja na academia, em casa ou ar livre, é possível construir uma rotina de exercícios de acordo com as possibilidades, necessidades e gostos de cada um. Treinamento funcional, TRX, treinamento em circuito, além de atividades aeróbicas e em academia são algumas das opções apresentadas aqui. Independente do preparo físico atual, encontrar o plano ideal não será um desafio. É como ter um personal trainer em casa todos os dias da semana.



21 CHAVES PARA A REALIZAÇÃO PESSOAL 

Utilizando aspectos e conceitos da inteligência emocional, Rodrigo Fonseca, diretor da SBIE – Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional do Brasil – desvenda em 21 chaves para alcançar a realização pessoal os caminhos para que todos alcancem a tão esperada realização pessoal.
A partir de um método prático, inteligente e rápido, o leitor será capaz de alcançar objetivos, sejam eles profissionais, pessoais ou emocionais em 21 extraordinárias lições.
O método de Fonseca tem cativado milhares de pessoas e tem sido responsável por ajudar famosos como Zilu Godoi, a ex-mulher do cantor sertanejo Zezé Di Camargo, a darem a volta por cima em suas vidas.
Por meio de lições práticas, Rodrigo Fonseca oferece no livro orientações sobre como pensamento positivo, mentalização e persuasão podem ser aplicados para concretizar sonhos, atingir metas, equilibrar-se emocionalmente e muito mais!

365 TWEETS DE DEUS

Onisciente, onipresente, onipotente, online e agora em livro!
Depois do consagrado sucesso conquistado no Twitter, o perfil @OCriador vira livro e chega às livrarias pela Editora Planeta

E se Deus, do alto de sua onipresença, resolvesse mandar recados à sua criação através das redes sociais? E, mais: e se as mensagens revelassem um Todo Poderoso bem humorado e até bem sarcástico? Pois foi partindo dessa ideia que surgiu o @OCriador, perfil no Instagram com mais de 1 milhão de seguidores na internet e que vira livro a
partir deste mês.
Criado em 2008, o perfil tem como mentor o alagoano Leo Cardoso e é repleto de tiradas que brincam com situações cotidianas. Lá “Deus” fala sobre política, religião, comenta sobre o futebol e até sobre o tempo: “Em uma semana, temporais e forte frente fria. Na seguinte, sol a pino e calor estafante. São Pedro só pode ser bipolar!”
Com prefácio do Padre Joãozinho, o livro é ilustrado por Tiago Judas.


108 CONTOS E PARÁBOLAS ORIENTAIS 

Em 108 contos e parábolas orientais, novo livro de Monja Coen, a mestre reúne pequenos textos que têm por objetivo provocar no leitor o anseio por um encontro profundo e verdadeiro com sua própria natureza. “Minha proposta foi a de apresentar um livro de fácil leitura, compreensão e interpretação, que tem como pano de fundo os aspectos mais intrincados dos estudos Zen”, explica a Monja.
No budismo, os textos selecionados por Monja Coen – que são histórias verdadeiras, episódios vivenciados por praticantes e monásticos em diferentes partes do mundo – são chamados de Coans. E neles estão contidas porções de sabedoria que, se bem aplicadas ao cotidiano, não só dos praticantes do budismo, mas de qualquer pessoa, poderão trazer entendimentos para os questionamentos da vida moderna.
Meditar, por exemplo, a respeito do significado do Grande Caminho, entender a verdadeira essência do budismo, conectar-se com o presente, praticar a atenção e entender um pouco mais o significado do carma, à luz do budismo, são alguns dos benefícios da leitura.


300 PÍLULAS DE SABEDORIA 




“As palavras só têm sentido se nos ajudam a ver o mundo melhor. Aprendemos palavras para melhorar os olhos.”


Cada frase dessa coletânea vai fazer o leitor pensar, refletir e se emocionar com a poesia e o olhar de Rubem Alves sobre o mundo.










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Próxima Página