26 de out de 2015

Projeto #❤LerNoCeará: Pablo Vargas e Jansen Viana


Olá pessoal :D

Esse post é da 3ª semana, porém, eu estava com muita coisa na semana passada e acabei nem postando aqui no blog, por isso vou postar os dois autores juntos. E preparem-se que essa semana será recheada aqui no blog haha Mais de um post por dia :p Enfim, vamos lá conhecer os autores? 

SINOPSE
Thomas é um jovem guerreiro que treina diariamente com seu Tio Roger e seu amigo John, sonhando em um dia ganhar o Título de Guardião em uma das competições da sua Cidade dos Guerreiros. Quem recebe tal honraria, após um dificílimo torneio com os melhores combatentes das escolas de guerreiros, tem o dever de proteger com a vida sua cidade de quaisquer perigos e tal feito enche de admiração e orgulho a qualquer um.

Em sua Cidade dos Guerreiros, numa noite, ele enfrenta sem querer um dragonete-mensageiro, que derruba um pergaminho contendo uma mensagem sobre uma ameaça terrível às Terras Infinitas, planejada por um tirano chamado Vostrom e seus Generais. Thomas se vê diante de uma missão urgente de levar a mensagem e alertar cada uma das Oiti Cidades (Cidade dos Guerreiros, Cidade das Asas, Cidade da Floresta, Cidade Tecnológica, Cidade do Deserto, Cidade Sombria, Cidade do Vulcão e Cidade do Gelo), pertencentes ao mundo das Terras Infinitas.

Junto a Eve, uma garota alada da Cidade das Asas, e outros amigos que faz pela longa jornada, Thomas conhecerá cidades com cultura bem diferentes da sua, trilhará o perigo constantemente, enfrentará ogros, insetos gigantes e outras criaturas perigosas, utilizará veículos de transporte incomuns para ele e seus amigos, passará por castelos, cavernas, minas, um hospital assombrado, um vale mágico, tuneis de lava, trilhas nas neves e uma série de obstáculos mortais que o fará mais forte e precisará confiar nos seus instintos e em valores como a bravura, união e perseverança para ter sucesso em sua complicada e perigosa tarefa.

BIOGRAFIA
Pablo Vargas nasceu em Fortaleza, em 1985. Começou a escrever em 2008, quando seus personagens, cenários e enredos queriam ganhar vida após muitas influências como: mangás, animes, livros, filmes, séries de TV e jogos eletrônicos, desde então não parou mais. Atualmente é estudante de Engenharia, mas sempre que tem tempo, dedica-se à sua outra paixão: a leitura de literatura fantástica e a escrita de seus livros (vários contos e romances em produção).








Redes Sociais

SINOPSE
As lendas urbanas são patrimônio do povo. São pérolas colhidas no sofrimento. Alegóricas cicatrizes produzidas na arte da resiliência. Elas compõem os mais belos quadros da galeria de sua historicidade. São obras de arte que nascem a partir de um lastro de verdade e se propagam pela capacidade criativa das comunidades citadinas, comunicando seus medos, seus mistérios e o pitoresco da sua história. Conservando sua memória, construindo seus elementos culturais e perpetrando o magnífico registro de seus poemas épicos. Entre as brilhantes peças do acervo cultural de Fortaleza, tenho a honra de lhes servir sua maior lenda urbana: Cortabunda – o Maníaco do Zé Walter.Desenvolvido em cima de um fato real, o livro traz uma versão bem particular da história. As personagens e os eventos são imaginários, quaisquer semelhanças são legítimas coincidências. A matriz histórica ocorre durante o período de 1985 a 1987, quando a população do Conjunto Prefeito José Walter, em Fortaleza, viveu o pânico causado por um ou vários maníacos que atacavam mulheres ferindo-lhes a região das nádegas. Ele não roubava, não matava nem abusava sexualmente suas vítimas, somente as cortava sem piedade. Na vida real um suspeito foi preso, e em menos de vinte dias foi assassinado na prisão. Não teve direito a um julgamento e a população não conheceu a sua história, a sua vida, as suas neuroses e as motivações que supostamente o levaram a cometer tais crimes.Quem foi realmente o maníaco? Qual o seu perfil psicológico? O que lhe significava cortar nádegas femininas? É temeroso responder, assim como é temeroso afirmar que tudo o que contam sobre o maníaco é verdade. Há muito exagero e invencionices sobre o assunto, daí nasce a lenda. A proposta deste livro não é desfazê-la, pelo contrário, o anseio é fazer o registro na tentativa de perpetuar a famosa lenda do Cortabunda do Zé Walter.

BIOGRAFIA
Autor de outros cinco livros ["É preciso saber amar" (2001), "Como tomar decisões" (2003), "Conterrâneos" (2007), Coleção "Ceará e Cearenses" (2008) e "Apenas um Carpinteiro" (2010)], Álvaro JANSEN VIANA da Silva é formado em Administração de Empresas, Teologia e Psicanálise Clínica. É pastor evangélico e consultor interno do Banco do Nordeste.













Redes Sociais


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Próxima Página