11 de jan de 2015

Resenha: A menina que roubava livros

Título: A menina que roubava livros
Autor: Markus Zusak
Nº de páginas: 494
Editora: Intríseca



Hey, dudes! Hoje trago uma resenha não de um clássico (como adoro), mas de um best-seller que também adorei (e o Elileudo queria ler a respeito, rs)

A menina que roubava livros é um livro cativante de Zusak e a leitura é tão gostosa que nem parece que tem 494 páginas! É uma história que prende, emocionante e me deu um tapa de luva por ter pensado que era apenas mais um best-seller Y.A. (Young Adults, literatura para jovens adultos). O livro acrescentou na minha vida e acrescentará na sua também, caso ainda não tenha lido.

A história retrata a vida de uma garotinha chamada Liesel Meminger, que perde seu irmãozinho que adoeceu durante uma viagem de trem com sua mãe e esta lhe entrega para a adoção logo no início do livro (pois é). A época é a Segunda Guerra Mundial e o ambiente é a Alemanha nazista.
A narradora da história é a Morte, que cruzou com Liesel justamente no enterro de seu irmão e ficou intrigada, pois observou que a garota, sagaz, roubou um livro esquecido pelo coveiro. Desde então, dá-se a entender que a Morte acompanha sua vida e a narra até o final.

Liesel é adotada por um casal, Rosa e Hans Hubermann; Rosa tem uma personalidade um tanto forte, é uma senhora ranzinza, dura, extremamente realista (diria até um pouco pessimista) e objetiva. Hans, por sua vez, é dócil, compreensivo e simpático. Apesar desse abismo, os dois se dão bem e logo a garotinha está inserida como uma filha na família. Hans acolhe Liesel com amor e percebe que ela gostaria de ler, então passa a ensiná-la, enquanto Rosa a trata duramente, mas sente um carinho pela menina, ainda que nem sempre demonstre.

Rosa ordena que Liesel a ajude nas tarefas, como pegar e entregar as roupas dos clientes que ela lava. Durante essas trajetórias, Liesel conhece Rudy Steiner, seu vizinho, um menino esperto e leal, que logo se aproxima de Liesel. Após essa aproximação, eles formam uma bonita amizade que se estende ao longo da história.

Entre várias passagens interessantes do livro, Liesel rouba mais livros (claro) e aparece um visitante um tanto inusitado na casa dos Hubermann: Max.

Max é um judeu, filho de um antigo amigo de Hans, que busca abrigo na casa deles devido à perseguição aos judeus na época da guerra. A partir da chegada de Max, tudo muda na história e ela fica cada vez mais interessante.

O final de cada personagem é interessantíssimo e o desfecho da história é muito bem feito. Zusak conta uma parte da Segunda Guerra de uma forma simples e envolvente, com seus personagens cheios de carisma.

E como vocês já devem saber, o filme foi adaptado para o cinema, com lançamento em janeiro de 2014. A adaptação ficou muito bem feita, embora vocês já saibam que livro > filme.
Eis o trailer para quem quiser conferir:




Super recomendo, acho que li esse livro em uns 5 dias (engoli o livro, porque trabalhando o dia inteiro e fazendo faculdade à noite na época, isso foi uma proeza)!

Quem não leu, espero que possa ler e goste, e mesmo quem já leu, deixe seu parecer sobre o livro pra eu saber se fui a única conquistada. haha

Até a próxima, leitores!




8 comentários:

  1. Este livro é INCRÍVEL. É o livro preferido de uma amiga blogueira que adoro. Ele é sensacional. O filme tbm ficou muito bom apesar de não ser tão fiel ao livro. Enfim, um ótimo conto pra curtir.

    http://www.alicedissedesdisse.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ele é sim, uma história cativante e surpreendente. É um dos meus preferidos também :d

    ResponderExcluir
  3. Oi, Nathália! Tudo beleza?

    Eu já li este livro e ainda não assiste ao filme... talvez assista.
    Achei incrível este livro e, acredito que conhecer este Zuzak, foi fantástico!

    Embora eu já o tenha lido, mas o parceiro do blog Irmãos Livreiros, o Juca fez a resenha. Dê uma olhada aí e veja se gostou! :a

    Beijos!
    http://irmaoslivreiros.blogspot.com.br/2014/09/a-menina-que-roubava-livros.html

    ResponderExcluir
  4. Assiste sim, a adaptação ficou bem feita. Vou conferir. ;) Beijocas

    ResponderExcluir
  5. Esse foi um dos meus livros favoritos de 2014. Adorei o post!
    Sucesso

    www.chamandoumleitor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Sou apaixonada por esse livro, ele foi o primeiro livro que eu li na vida e depois dele nunca mais consegui para. Ele tem uma emoção, passa uma lição de vida incrível, mas eu não gostei muito do filme, pois as melhores cenas foram cortadas. http://cantinhodacarolll.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Não li o livro ainda, mas amo o filme. Já vi duas vezes e quando tiver oportunidade assisto novamente. :c
    Como já vi o filme não sei que quero ler o livro, talvez um dia! Beijos...

    >Seguindo
    www.leticiaiarossi.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Nathália!
    Eu li "A menina que roubava livros" há anos e adorei.Não lembro em quantos dias li, mas lembro que faltei uma aula da faculdade para terminar porque queria muito saber o desfecho dos personagens. É um livro que pretendo reler um dia. Quando leio essas resenhas animadas como a sua a vontade só aumenta, rsrs.
    Beijos
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir

Próxima Página