11 de mai de 2014

Homenagem: Dia das Mães

Olá leitores,

venho hoje homenagear as RAINHAS desse mundo, há quem não considere, mas pra mim elas são as rainhas sim. Nossas mães sempre estão conosco para o que der e vier (pelo menos a minha tá). Elas nos aconselham, brigam, nos ama, aaah, mas mãe é mãe né? 

Bem, estava procurando alguma mensagem pra colocar aqui e acabei achando esse poema do Carlos Drummond de Andrade, que achei tudo a ver com o momento.

Para Sempre

Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
– mistério profundo -
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.

Carlos Drummond de Andrade

Abaixo um mural com as fotos de nossos leitores com suas mães.


Feliz Dia das Mães <3 

3 comentários:

  1. Adorei o poema. Com certeza é perfeito para o dia de hoje. Adorei também as fotos dos leitores com suas respectivas mamães, que coisa mais linda *-*

    Thati;
    http://nemteconto.org

    ResponderExcluir

Próxima Página